FODT!, FODS! e FODP !

Por Olivier Hallot

Esse cacófato não foi inocente. Tenho boas razões para provocá-lo, como veremos.

Um dos segredos muito bem guardados do LibreOffice e sua capacidade de converter arquivos nos mais diversos formatos. Podemos ler e gravar ODF, formatos da Microsoft, e um punhado mais de formatos de arquivos exóticos e secretos como os do Corel, Publisher e Visio. Internamente, o LibreOffice utiliza a linguagem de marcação estendida, conhecida como XML.

Mas o que vem a ser FODS, FODT e FODP?

Vamos explicar: O formato ODF usado nas planilhas, textos, apresentações etc… é um arquivo ZIP contendo pastas e arquivos XML no seu interior. Podemos abrir um arquivo ODF mudando a extensão ODS (ODT ou ODP) para a extensão ZIP e abrir o nosso arquivo com uma ferramenta ZIP. Experimente!

Veremos então os arquivos XML e as pastas, na forma que está organizada dentro do arquivo ZIP. Se quisermos fazer uma intervenção no conteúdo do arquivo, por exemplo mudar uma palavra no texto, temos de extrair o arquivo content.xml, editar seu conteúdo com um editor tipo Wordpad e recolocá-lo dentro do ZIP.

É uma operação maçante e sujeita a erros de descuido.

Conteúdo do arquivo ODF.

Conteúdo do arquivo ODF.

Para facilitar a nossa vida, os desenvolvedores do LibreOffice criaram um formato de arquivo derivado do ODF, que chamaram de “Flat-ODF”. Consiste em um arquivo de texto com rigorosamente todo o conteúdo de um arquivo ODF normal. Somente que agora não temos mais pastas e arquivos separados dentro de um arquivo ZIP. O arquivo Flat ODF é um arquivo sem ZIP e com tudo dentro, que pode ser aberto em editores tipo Wordpad, Notepad++, kate, gedit, etc…. As pastas e arquivos foram mapeados em nós XML por uma transformação XLST.

O Flat-ODF foi feito para facilitar a vida das pessoas que estão com algum problema nos seus arquivos e que por algum motivo não podem usar o LibreOffice para corrigi-los. Sendo um arquivo de texto em XML, um simples editor poderá ser a ferramenta necessária e suficiente para corrigir o erro. Todavia, isso não dispensa ter algum conhecimento do XML interno do arquivo. Portanto, cuidado.

Para salvar seu arquivo ODF em Flat ODF, acione o menu Salvar como e selecione o Tipo de arquivo como OpenDocument Text (Flat XML) (fodt), OpenDocument Spreadsheet (Flat XML) (fods) ou OpenDocument Presentation (Flat XML) (fodp).

Pronto. Justifiquei os cacófatos.

Mas chega de cacófatos por hoje. Bom divertimento com o Flat-ODF.

One thought on “FODT!, FODS! e FODP !

Leave a Reply